[RESENHA] UM BEIJO INESQUECÍVEL - JULIA QUINN

Título: Um Beijo Inesquecível
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Ano da Publicação: 2016
Nota: 5/5 

Sinopse: Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente. Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga. Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele. Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples – e de tão complicado – quanto um beijo.

É incrível como mesmo estando no sétimo livro da série, ainda me surpreendo com a Julia Quinn. Cada livro sobre os Bridgertons tem seu toque especial e segue bem a linha de personalidade dos personagens principais. Um Beijo Inesquecível é divertido, atraente, impetuoso e intempestivo, assim como Hyacinth Bridgerton!

Sempre me diverti bastante com as aparições de Lady Danbury nos livros anteriores. Tal foi minha surpresa ao me deparar com uma maior participação da avó de Gareth St. Clair. Claro que isso me rendeu ótimas risadas. Hyacinth tem uma personalidade muito parecida com a de Lady D. e a diversão é garantida com essa leitura.

Hyacinth é a filha mais nova de Violet Bridgerton e a última das mulheres que faltam casar. Cronologicamente a história se passa um ano depois do casamento de Colin com Penélope e não temos tanta participação dos outros Bridgertons nesse volume. Apesar de já estar com 22 anos e ter recusado seis propostas de casamento no decorrer de suas quatro temporadas, a moça acredita que nunca encontrará um marido à sua altura. Uma mulher inteligente e que não tem medo de falar o que pensa assustava os homens da época. Sim, Hyacinth tem um temperamento muito forte e é capaz de levar qualquer um à loucura.

Gareth é um libertino inveterado e não pensa de maneira nenhuma em casamento (como sempre). Neto de Lady Danbury, o rapaz tem sérios problemas com o pai e em um dos inúmero recitais londrinos conhece Hyacinth e os dois iniciam uma amizade inusitada. Gareth é encantador, lindo e consegue deixar Hyacinth sem fala algumas vezes.

Havia algo de muito contagioso no sorriso de Hyacinth Bridgerton, ele decidiu. Ela era esperta – muito esperta – mas havia um certo ar em volta dela, como se ela estivesse acostumada a ser sempre a pessoa mais inteligente da sala.

Com uma atmosfera leve e clima de aventura, Julia criou uma história capaz de levar o leitor a se envolver com os personagens e dar muitas risadas com as situações e diálogos entre eles. A sensualidade está presente na narrativa, mas nada se compara com O Conde Enfeitiçado. O ponto alto dessa trama é o humor.

História deliciosa e personagens fascinantes, esse com certeza é um livro para ser devorado e toda a série está mais do que recomendada!

Beijos,
Grazi

0 comentários:

Postar um comentário

Resenhas