NOVA PARCERIA: A.J. VENTURA

Olá pessoal!

É com muita alegria que venho contar pra vocês, qual é nossa nova autora parceira. A.J. Ventura, autora da série In Love in NY. Recebi da autora o livro um, Maior que Tudo e não vejo a hora de iniciar a leitura. Achei a capa super fofa e ainda veio com dedicatória e vários marcadores.

Quero agradecer por aqui também Anna, muito obrigada pela parceria! ;)

♥♥♥

Conheçam um pouco mais da autora:

A.J. Aventura é uma carioca apaixonada por livros que resolveu passar para o outro lado em 2014. Maior que Tudo foi sua primeira tentativa. O primeiro livro da série In Love NY, fez com que Anna descobrisse o prazer de por sua histórias no papel e transformou sua noites insones de leitura em noites insones de escrita. A Série conta com dois outros livros lançados (Mais Forte que Tudo e Melhor que Tudo) apenas em formato digital.
Casada e morando na cidade em que nasceu, Anna adora viajar, esportes, carnaval e vídeos games, mas a leitura ainda é seu hobby número um.

Sinopse: Aos 26 anos, brasileira e morando em Nova York, a sonhadora e romântica professora Anna já desistiu do príncipe encantado. Apaixonada por musicais da Broadway, vive através do teatro as emoções que acha que nunca terá na vida real. Sem se sentir atraente fisicamente, passa os dias entre o teatro e os alunos, sem nunca ter experimentado uma verdadeira paixão. 
Tudo muda ao conhecer o misterioso Joel. De uma beleza estonteante e com a sensualidade à flor da pele, ele tem o poder de tirar Anna da concha e mostrar que além de tudo o que tem para aprender, ela pode ter mais a ensinar do que imagina. 
Conhecer um homem como Joel, muda a forma como Anna encara a vida, os homens e a si mesma. Ele não oferecia nada além de prazer, mas seria possível que ele visse além da aparência física e se interessasse de verdade por ela? 
Ela sabia que era difícil acreditar nele, mas como questionar se ele era tão honesto ao afirmar que não poderia lhe oferecer nada além de prazer e cupcakes? Devia aceitar o que ele oferecia embora achasse que não era suficiente? Devia pular do precipício que era o relacionamento meramente sexual que ele propunha? 
Anna queria responder a essas perguntas de forma honesta e tomar uma decisão consciente, mas bastava que Joel a tocasse para que tivesse todas as suas respostas, físicas e mentais, a seu favor.... Estava perdida.


Beijos,
Grazi

0 comentários:

Postar um comentário

Resenhas