[RESENHA] PARA SIR PHILLIP, COM AMOR - JULIA QUINN

Título: Para Sir Phillip, com Amor
Autora: Julia Quinn 
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Ano da Publicação: 2015
Nota: 5/5

Sinopse: Para Sir Phillip, Com Amor - Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências. Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos. Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar? Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram. Ela é voluntariosa e não para de falar, e ele é temperamental e rude, com um comportamento bem diferente dos homens da alta sociedade londrina. Apesar disso, nos raros momentos em que Eloise fecha a boca, Phillip só pensa em beijá-la. E cada vez que ele sorri, o resto do mundo desaparece e ela só quer se jogar em seus braços. Agora os dois precisam descobrir se, mesmo com todas as suas imperfeições, foram feitos um para o outro.

Para Sir Phillip, com Amor, é o quinto livro da série Os Bridgertons e vai nos contar a história de Eloise, uma mulher de 28 anos que sempre encarou a vida de uma forma leve e divertida. Nunca pensou em se casar, até sua melhor amiga Penelope, se casar. Depois de se ver sozinha, Eloise começa então a pensar, que deveria sim ter alguém ao seu lado.

Sir Phillip, é um homem muito reservado e bem racional. Devido a frieza de sua esposa, ele acaba por ser frio e distante com seus filhos, um casal de gêmeos. Vive em sua estufa cuidando de suas plantas. A esposa porém, acaba falecendo e Sir Phillip, se vê sozinho com dois filhos, dos quais ele não sabe quase nada.

Ele então decide que deve arrumar uma madrasta para seus filhos, eles precisam de alguém que cuide deles. Ele também precisa saciar suas necessidades, já que tem oito anos que sua esposa não deixa ele encostar nela. Fica então decidido, Sir Phillip iria encontrar uma mulher para cuidar da casa, dele e principalmente dos seus filhos.

“Suspirou, afundando no assento. Ele precisava de uma esposa. Praticamente qualquer uma serviria. Não se preocupava em como ela seria. Nem com a sua situação financeira. Também não precisava ser alguém que soubesse fazer contas de cabeça, falar francês ou cavalgar.
Ela só precisava ser feliz.”


Muito comovida com a morte de sua prima, Eloise escreve uma carta de condolências para Sir Phillip. Ele fica muito lisonjeado, pois afinal, não conhece Eloise, nem sabia que a esposa tinha família e acaba por responder sua carta.

Como Eloise ama escrever cartas, ela manda outra e é aí que os dois começam uma amizade. Ela está em busca de um marido, um companheiro e ele em busca de alguém que cuide de seus filhos. Sir Phillip propõe para Eloise casamento, após se corresponderem por um ano. Ele a convida para passar uma temporada em sua casa para se conhecerem melhor e ela pede para pensar e decidir se vai ou não.

“Ela balançou a cabeça, sabendo que parecia tola e mimada. Não, ela não precisava de ninguém perfeito. Só precisava de alguém perfeito para ela. Sabia o que as senhoras da sociedade diziam a seu respeito. Que era exigente demais, que não passava de uma tola. E que acabaria solteirona.”

O quinto livro da série é muito divertido, emocionante e sedutor. Mais uma vez ressalto, Julia Quinn sabe prender um leitor de uma forma bem singela e fascinante. Você só percebe que o livro acabou, quando chega na última página e fica sim, com aquele gosto de quero mais. 

O livro aborda uma forma diferente de amor, o que eu gostei bastante. Eloise cura o coração de Phillip ao ponto dele perceber o quanto está errado ao se distanciar das pessoas amadas, principalmente dos seus filhos. Assim, a obra foca na reconstrução familiar de Phillip, em sua necessidade de aprender a lidar com os gêmeos (que são dois pestinhas), de se abrir aos sentimentos e, principalmente, de superar seu passado. Nesse ponto a autora ainda trata dos abusos que o protagonista sofreu do pai e também da depressão que assolou sua primeira esposa. De início, confesso que queria bater no cabeça dura do Phillip, entretanto aprendi a entendê-lo e a torcer para que a família Bridgerton o acolhesse ao ponto dele finalmente descobrir o que é fazer parte de uma verdadeira família. 

Com certeza esse é mais um daqueles romances para aquecer seu coração e claro, super recomendo!

Beijos,
Grazi

0 comentários:

Postar um comentário

Resenhas