[RESENHA] A FÚRIA E A AURORA - RENÉE AHDIEH

Título: A Fúria e a Aurora
Autora: Renée Ahdieh
Editora: Globo Alt
Páginas: 336
Ano da Publicação: 2016
Nota: 5/5

Sinopse: Personagem central da história, a jovem Sherazade se candidata ao posto de noiva de Khalid Ibn Al-Rashid, o rei de Khorasan, de 18 anos de idade, considerado um monstro pelos moradores da cidade por ele governada. Casando-se todos os dias com uma mulher diferente, o califa degola as eleitas a cada amanhecer. Depois de uma fila de garotas assassinadas no castelo, e inúmeras famílias desoladas, Sherazade perde uma de suas melhores amigas, Shiva, uma das vítimas fatais de Khalid. Em nome da forte amizade entre ambas, Sherazade planeja uma vingança para colocar fim às atrocidades do atual reinado. Noite após noite, Sherazade seduz o rei, tecendo histórias que encantam e que garantem sua sobrevivência, embora saiba que cada aurora pode ser a sua última. De maneira inesperada, no entanto, passa a enxergar outras situações e realidades nas quais vive um rei com um coração atormentado. Apaixonada, a heroína da história entra em conflito ao encarar seu próprio arrebatamento como uma traição imperdoável à amiga. Apesar de não ter perdido a coragem de fazer justiça, de tirar a vida de Khalid em honra às mulheres mortas, Sherazade empreende a missão de desvendar os segredos escondidos nos imensos corredores do palácio de mármore e pedra e em cenários mágicos em meio ao deserto.

Comecei a ler A Fúria e a Aurora bem despretensiosamente, e confesso que as primeiras 20 páginas não me prenderam. Não consegui achar ali naquelas páginas, todo o amor e alvoroço que tinha visto por aí.

Até me perguntei se o problema era comigo, pois é muito ruim você começar a ler um livro super bem avaliado e não gostar. Mas, mesmo não me sentindo tão bem lendo, insisti bastante e quando passei da página 50, o livro me prendeu de tal forma que não conseguia mais parar de ler. Fiquei com os personagens na cabeça e não vejo a hora de ler A Rosa e a Adaga. Ainda bem que não desisto fácil das leituras que não me prendem de cara. 

"Algumas coisas existem em nossas vidas por apenas um breve momento. E nós precisamos deixa-las ir para iluminar outro céu."

A Fúria e a Aurora é uma releitura de um dos clássicos mais amados, As Mil e Uma Noites. Talvez por isso não tenha me chamado tanto a atenção. Mas, é uma leitura incrível, uma leitura de tirar o chapéu. É um livro mágico, que te faz entrar de cabeça e não querer voltar a realidade.

Sherazade chega ao palácio de Khorasan determinada a vingar a morte de sua melhor amiga, Shiva. Porém, conforme se aproxima do califa na tentativa de descobrir sua maior fraqueza, ela vai descobrindo o homem extraordinário que se esconde por trás do monstro. 

E é aí que um livro que poderia ser apenas bom se tornou maravilhoso. A forma com que Sherazade lida com esse sentimento tão inesperado (e indesejado), com que Khalid encara essa praga que veio destruir sua vida e, principalmente, com que o romance entre os dois vai sendo construído é... Mágico. É lindo.

"Quando você encontra aquele que a faz sorrir como nunca sorriu antes, chorar como nunca chorou antes... não há nada a fazer senão se render."

Mas a história envolve muito mais personagens além do casal. Sharezade tem um amor de infância, Tariq, que não se conforma com a decisão da moça de se tornar esposa do califa e quer salvá-la a qualquer custo antes que seja tarde demais para ela. Já no palácio, Jalal, que é primo do rei e capitão da Guarda real, torce pela casal, se preocupa com a decisão de Khalid parar de matar as moças pelo seu amor por Sherazade.

Narrado em terceira pessoa a autora nos permite visualizar o que acontece em todos os lugares além da visão de Sherazade. Contudo, confesso que senti falta da visão de Khalid (mas acredito que no próximo livro teremos o ponto de vista dele também). A narrativa é fluida e nem percebemos as páginas passarem, quando me dei conta estava na última página e com o coração na mão pela forma como tudo terminou. 

Romance, ação, aventura, mitologia, fantasia, superação, heroísmo... São tantas coisas que você vai encontrar aqui que, sem dúvida alguma, eu recomendo de olhos fechados e para todos os públicos, pois vale muito a pena.

Beijos,
Grazi

0 comentários:

Postar um comentário

Resenhas