[RESENHA] FELIZ ANO VELHO - MARCELO RUBENS PAIVA


Olá pessoal!

Hoje vim trazer para vocês, a resenha do livro Feliz Ano Velho, do autor Marcelo Rubens Paiva.

Estava bem curiosa pra ler esse livro e depois de assistir e ler algumas resenhas sobre ele, fiquei mais curiosa ainda.

Ainda bem que consegui ler esse livro, é uma leitura incrível e bem rápida de ser feita!

♥♥♥


Título:
Feliz Ano Velho
Autor: Marcelo Rubens Paiva
Páginas: 272
Ano de publicação: 2015
Editora: Alfaguara
Nota: 5/5

Sinopse: A partir do acidente que sofreu ao dar um mergulho e bater a cabeça, Marcelo vê sua vida mudar radicalmente. Seus dias no hospital, as visitas que recebeu, as histórias que viveu são relatadas sob uma nova perspectiva: a de um jovem que sempre fez tudo o que podia e queria, e que, agora, sentado em uma cadeira de rodas, vê-se impotente diante dos acontecimentos, dependendo da ajuda de amigos e familiares para reaprender a viver.

O livro vai nos contar a história de Marcelo que aos 20 anos mergulha de cabeça em um lago com pouca profundidade. Como resultado ele fraturou uma vértebra e ficou tetraplégico. Ele está no auge da sua vida, tem muitas namoradas e estuda engenharia agrícola na Unicamp. 

Marcelo começa então uma longa e dolorosa jornada para tentar se recuperar. A poucos dias do Natal, ele vê sua vida virar de ponta cabeça com esse acidente. O autor vai nos confidenciar ao longo desses doze meses de recuperação entre UTI, quarto de hospital e sua casa, que esse acidente que o deixou sem movimentos, é o seu segundo baque. O primeiro foi o desaparecimento de seu pai, o ex-deputado federal Rubens Paiva, que foi sequestrado, torturado e morto durante a ditadura militar, quando Marcelo tinha apenas 11 anos.

“Rubens Paiva não foi o único “desaparecido”. Há centenas de famílias na mesma situação: filhos que não sabem se são órfãos, mulheres que não sabem se são viúvas. Provavelmente, o homem que me ensinou a nadar está enterrado como indigente em algum cemitério do Rio. O que posso fazer? A justiça neste país é uma palavra sem muita importância."


Seu segundo baque foi em 1979 quando ele fica tetraplégico, com muitas dúvidas e incertezas, sem poder saber qual o rumo sua vida terá. Vendo o sofrimento de sua mãe - novamente -, e de seus amigos queridos, a única certeza que Marcelo tem enquanto está no hospital, é que tem sim amigos fiéis, amigos verdadeiros, pois não tem um só dia que seu quarto não fique cheio de pessoas que o querem bem. 

O livro tem muito humor, erotismo, exemplo de vida e ternura. Ter sua vida "paralisada" aos 20 anos, quando tudo está começando, quando o que você mais quer é andar com as próprias pernas, não deve ser nada fácil. Se ver dependente até para comer, deve ser uma dor terrível. E é esse aprendizado que temos no livro, Marcelo com sua irreverência e determinação em ficar bom, nos faz pensar que tudo é possível.

“Qualquer pessoa que está dentro de um profundo sofrimento, à beira da morte ou sei lá o quê, fica mística. Nessas horas, a gente apela pra tudo. Não que eu tenha me convertido à religião católica, mas estava acreditando nas simpatias, nas abobrinhas populares.”

Um bom livro para quem procura uma leitura que retrate com fidelidade a realidade de alguém que viu sua vida se transformar do dia para a noite e que trata da superação de um modo simples e sem floreios.

10 comentários:

  1. Tenho um exemplar deste livro bem velhinho aqui em minha estante, ganhei ele de um amigo querido que mudou-se de cidade e quando o li,eu me emocionei demais.Pois como você mesma diz, ter sua vida praticamente acabada e tão jovem, não deve ser fácil.Mas a mais importante de todas as mensagens que ele quer nos mostrar é que r que vale a pena viver e lutar pela vida, sempre.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é bem emocionante mesmo. Mesmo o Marcelo escrevendo de uma forma mais leve ele mexe muito com a gente.

      Beijos!

      Excluir
  2. eita, que historia hein!
    confesso que msm c pontos positivos eu n gostaria de ler, procuro uma leitura mais leve (n na forma de escrita) e esse parece conter uma profundidade que eh bom, mas n do meu interesse

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma leitura de certa forma leve, pois o autor nos passa todo o seu sofrimento de um jeito mais leve.

      Beijos.

      Excluir
  3. Gostei da sinopse, nunca li livros desse autor... Confesso que fiquei curiosa para saber mais da obra dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando tiver uma oportunidade leia, vale super a apena. ;)

      Excluir
  4. Oi Grazi, tudo bem?

    Ainda não conhecia o livro, mas já fiquei com aquele famigerado desejo de quero mais. Eu tenho uma fascinação por histórias de superação, histórias que nos levam a pensar, e creio que este livro faça isso, pois perder os movimentos da perna na flor da idade deve ser um baque enquanto. parece que o nosso personagem sofreu muito durante a vida, espero que tudo se encaixe!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alice, esse é um livro que tem que entrar para a lista de livros para se ler antes de morrer. É uma história bem comovente e sabendo que foi real, mexe mais ainda com a gente.

      Beijos.

      Excluir
  5. Nossa! Parece ser uma história fantástica. Não conhecia esse livro, mas adorei a indicação. Beijos

    www.brincandodeolivia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um baita livro. Quando puder leia, não vai se arrepender. ;)

      Beijos!

      Excluir

Resenhas