[Resenha] Caixa de Pássaros - Josh Malerman

Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.

Sabe aquele livro que você ouve todo mundo comentando e não vê a hora de poder ler? Foi assim com Caixa de Pássaros. Eu estava louca para poder ler e quando ganhei, nem acreditei. o li tão rápido - um dia- foi uma leitura muito tensa. Cheguei a sonhar com a história e acordei assustada. Risos
Foi muito angustiante, nunca tinha lido nada assim. Realmente é um livro bem intenso.

Tudo começou com rumores. Um incidente aqui e ali. Pareciam ser casos isolados, afinal a loucura sempre atingiu a humanidade e vemos casos insanos o tempo todo na TV. Mas então, estes casos começam a ganhar mais e mais força, espalhando-se por vários pontos do planeta, de formas muito semelhantes. Não poderia ser coincidência. A pessoa tem um acesso de loucura, de raiva, ataca quem estiver próximo e depois se mata. As mortes são horríveis e inimagináveis. E aparentemente o surto começa quando a pessoa vê alguma coisa. Ninguém sabe dizer o quê, afinal quem viu está morto agora.


É um blecaute, pensa Malorie. O mundo, o exterior, está sendo desligado. Ninguém tem respostas. Ninguém sabe o que está acontecendo. As pessoas estão vendo alguma coisa que as leva a machucar os outros. A machucar a si mesmas. As pessoas estão morrendo. Mas por quê?

Acompanhamos o mundo desmoronar sob o ponto de vista de Malorie, jovem que, por estar grávida, luta com coragem e determinação por sua vida e a de seu bebê. Um dos pontos positivos da obra é que a narrativa da protagonista é intercalada entre presente e passado: um passado de tragédia, morte e medo, e um presente de incerteza e esperança. Ao longo da leitura as peças do quebra-cabeça vão se encaixando, fazendo com que a união de passado e presente torne a narrativa ainda mais instigante e surpreendente. Outro aspecto favorável são os momentos de pura aflição que passamos ao lado de Malorie. Ter um filho, perder as pessoas que ama, ver de olhos fechados o mundo desmoronar e ainda manter-se sã? Isso é para poucos.


Cada personagem tem suas particularidades, e todos são importantes na trama para torná-la ainda mais angustiante e nada previsível. Malorie não apenas retrata a luta pela sobrevivência em um ambiente caótico como também sintetiza vários temores maternos.

O homem é a criatura que ele teme.

Adorei a escrita de Josh. Foi um livro que realmente mexeu comigo. Várias vezes me peguei pensando estar naquela casa, com aquelas pessoas e me perguntando, o que eu faria se fosse comigo. Sinceramente? Não sei se teria toda a coragem de Malorie. Não sei se teria a força que ela teve para enfrentar tudo e ainda por cima ter um filho em meio a toda essa incerteza de vida. Pontos para a estreia de Malerman. bato palmas e mais palmas por ter escrito um livro tão bom.


Palmas também para a Intrínseca, arrasou no trabalho gráfico. As folhas são amareladas, o livro é leve e a capa nos remete a tensão que está lá dentro do livro, capítulo por capítulo.

Amei a leitura e espero ter conseguido pelo menos um pouco passar o quão bom é o livro. Para quem ainda não leu, fica aqui meu apelo, leia e se surpreenda! ;)

Título: Caixa de Pássaros// Autor: Josh Malerman// Editora: Intrínseca// Páginas: 272// Minha Classificação: 5/5

0 comentários:

Postar um comentário

Resenhas