[Resenha] A Graça da Coisa - Martha Medeiros

Hoje existem várias “marcas” de felicidade. Casar, não casar, juntar, ficar, separar. Homem e mulher, homem com homem, mulher com mulher. Ter filhos biológicos, adotar, inseminação artificial, barriga de aluguel – ou simplesmente não os ter. Fazer intercâmbio, abrir o próprio negócio, tentar um concurso público, entrar para a faculdade. Mas estudar o quê? (...)

Para quem gosta de ler crônicas e ama Martha Medeiros, não pode deixar de ler "A Graça da Coisa". As crônicas  relatam coisas comuns que vivemos no dia a dia, especialmente sobre amor, relacionamentos, comportamento, cinema e mantem  assuntos que fizeram o seu sucesso e geraram identificação com o leitor, ainda que, alternando o começo de uma quase resenha sobre algum livro que acabou de ler com uma comparação da forma com que vivemos nossas vidas, olhamos as dificuldades e enfrentamos os mistérios da humanidade.

Para Martha, fazer crônica é a mesma graça de fazer tudo que se gosta, sem drama e sem sofrimento. A crônica é um compartilhamento, um exercício de criação mesclado com a realidade, um toma lá dá cá, uma troca com leitores desconhecidos. Ela é dinâmica e instantânea, como a vida.

"A Graça da Coisa" foi lançado em julho de 2013 e traz  80 textos da escritora publicados nos jornais Zero Hora, de Porto Alegre e O Globo, do Rio de Janeiro,  nos dois últimos anos.   Do jornal ao livro, as crônicas sofreram poucas modificações, por serem os assuntos que fizeram o seu sucesso e geraram a identificação com o leitor.

Em A Graça da Coisa, Martha  pede ao leitor que se deixe conduzir por dúvidas que nem sempre querem ser respondidas, assim como insights sobre as relações humanas, comentários sobre filmes ou anedotas cômicas.

(...) Para ser feliz, bastava estudar (Magistério para as moças), fazer uma faculdade (Medicina, Engenharia ou Direito para os rapazes), casar (com o sexo oposto), ter filhos (no mínimo dois) e manter a família estruturada até o fim dos dias (...)



É uma frase da qual sempre gostei, mas lembrei dela outro dia num local inusitado: dentro do supermercado. Comprar maionese, band-aid e iogurte, por exemplo, hoje requer o que se chama por aí de expertise. Tem maionese tradicional, light, premium, com leite, com ômega-3, com limão. (...)


Alguém aí já leu? O que achou?

Beijos.
*-*

Crônicas// 216 Páginas// Editora L&PM Editoras// Autora Martha Medeiros// Classificação 5/5

0 comentários:

Postar um comentário

Resenhas